a r t h u r  a r n o l d

Rio de Janeiro, 1984

Arthur questiona o papel social da pintura enquanto objeto de consumo e de transferência de status. Através de humor e sarcasmo, a figura do opressor tem o seu poder invalidado em narrativas visuais. Com o uso de metáforas visuais o artista aborda tais questões de forma indireta, gerando uma interpretação aberta para as pinturas. O absurdo, que é o que ninguém espera, mas que acaba acontecendo, é usado frequentemente como recurso estético em suas pinturas.

Sua nova fase aborda o fenômeno das massas. Arthur se interessa pela identidade de grupo que dilui a individualidade, pelo comportamento do homem que se reúne em multidões por motivos diversos formando um gigantesco bloco com um comportamento único. Com espatuladas empastadas, raspadas e algumas pinceladas pontuais Arthur transforma indivíduos em tinta.

 

obras

 

exposições

massas

Arthur Arnold, ao pesquisar a abstração e o inconsciente coletivo, também se voltou para o tema das massas humanas. Interessa-se pela identidade de grupo que dilui a individualidade, pelo comportamento do homem que se reúne em multidões por motivos diversos formando um gigantesco bloco com um comportamento único.

Isabel Sanson Portella, curadora

Massa_Humana_13,_óleo_sobre_tela,_Mais_o

setembro/2018

estado de sítio

Arthur Arnold apresenta a exposição Estado de Sítio, pronunciando-se com imagens de protesto, violência, desigualdade, discriminação, abuso de poder, mutações simbólicas, opressão e criminalidade. Trata-se de uma mostra de pintura e sobre pintura, de um artista que vive e trabalha no mesmo contexto de suas imagens.

Paula Borghi, curadora

Vertiginoso_Carrossel_de_Emoções.jpg

agosto/2014

a fragilidade do poder

Estamos diante de um repertório que compreende uma mistura de algo veloz e violento, irônico e dramático, real e ao mesmo tempo fora de uma ordem que se espera das imagens que compõem o mundo nas pinturas de Arthur Arnold. Suas obras tornam aparentes uma disputa de poder nas suas mais variadas representações.

Felipe Scovino, curador

1.jpg

outubro/2012

 

vídeos

Galeria Movimento Arte Contemporânea

Av. Atlântica, 4240 | 212-213 | 22070-002

Copacabana | Rio de Janeiro, RJ

Telefone 21 2267-5989

WhatsApp 21 97114-3641

contato@galeriamovimento.com

Horário

Terça a Sexta - 11h às 19h

Sábado - 12h às 18h

Redes Sociais

  • Facebook - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle

© 2018 Galeria Movimento All rights reserved