V I V I A N E  T E I X E I R A

Rio de Janeiro - RJ, 1976

vivi.jpg

Sua obra é formalizada em desenho e pintura. Trata-se de um universo ficcional, uma corte fantasiosa na qual a figura feminina é soberana. Nessa corte, os rituais de nobreza se apresentam em narrativas não explícitas sobre os jogos de poder que opõem feminino e masculino, poder e submissão, erotismo e morte, construídos pela associação de estímulos literários, históricos e memórias afetivas.

 

Tais questões estão vinculadas às escolhas cromáticas contundentes, aos objetos associados ao desenho e às formas híbridas e fluidas que remetem a cenas e personagens arquetípicos saídos dos contos de fadas e que travam intensos duelos e diálogos.

 

obras

 

exposições

20.jpg

agosto/2017

as múltiplas faces
da rainha

É notório que as personagens e cenas presentes nos trabalhos da artista nascem da conjunção de inúmeras referências – cartas de baralho, jogos de tabuleiro, artes cênicas, literatura, pinturas e narrativas históricas. Soma-se a isso um repertório imagético que engloba biologia, artes decorativas e indumentária.

Ivair Reinaldim, curador